Behavior

The thing I love today: Positive Changes / Coisa que amo hoje: Mudanças positivas

Consistency

Not so long ago, an acquaintance of mine said the “thousandth” NO to a simple request I made. And he added: “at least I am consistent”. He seemed so proud of himself after saying it as if unchanging principles were necessarily a good thing. All I said back was that still water may cause slime. Consistency does mean regularity in the application of something, but it does not mean a positive thing all the time. Of course it can also be associated with reliability and conformity and one has to assess the situation to make a proper judgment, but being someone so pro advancements as I am, I tend to look at changing in a very positive way.

All I could say to this person was that, sometimes, inconsistency is mandatory so we won’t persist in errors. I also added that the world has been witnessing stupidity being repeated again and again exactly because mankind refuses to “switch their command buttons”. Some of us keep insisting on the same mistakes for millennia just for the sake of “being consistent”. Allowing oneself to change can be one of the greatest steps toward self-improvement and it is a humble act of acknowledgement of how tiny we are and how little we know.

I hope I’ll be alive in the day we are going to get rid of these old habits’ cage and accept that reshaping our mindset is good for ourselves and everyone around us. I very much want to witness that.

————————————–

Consistência

Há pouco tempo, um conhecido meu pronunciou seu milésimo “NÃO” para um simples pedido meu, acrescentando à sua fala: “pelo menos eu sou consistente”. Ele parecia tão orgulhoso de si próprio ao dizer isto como se princípios imutáveis fossem necessariamente uma coisa boa. Tudo o que lhe repliquei foi que água parada pode causar limo. Consistência quer dizer regularidade na aplicação de algo, mas não significa algo positivo o tempo todo. É claro que ela pode estar associada com credibilidade e conformidade e deve-se avaliar a situação para um julgamento apropriado, mas sendo alguém tão a favor do progresso, eu tendo a olhar para as mudanças de uma forma bem positiva.

Tudo o que pude dizer a esta pessoa foi que, às vezes, a inconsistência é obrigatória para que não persistamos em erros. Eu também acrescentei que o mundo tem testemunhado a estupidez se repetir sem parar exatamente porque a humanidade se recusa a “mudar seus botões de comando”. Alguns de nós continuam insistindo nos mesmos erros por milênios apenas porque precisam que “ser consistentes”. Permitir-se mudar pode ser um dos mais importantes passos em direção ao auto-aperfeiçoamento e é um ato humilde de reconhecimento da nossa pequenez e do quão pouco sabemos.

Espero estar viva no dia em que nos despiremos das jaulas dos velhos hábitos e aceitaremos que reformular a nossa mentalidade faz bem para nós próprios e para todos ao nosso redor. Seria bom testemunhar isto.

Advertisements
Standard

5 thoughts on “

  1. Beatriz says:

    Fato! Alguns sujeitos se apegam a falsa sensação de segurança e controle que a rotina traz bem como, ligam o botão do “automático” sem refletir sobre as consequências de suas ações, que sá da sua inércia. É importante que se avalie ‘qual a nossa parcela de responsabilidade na desordem da qual reclamamos’. Discutir sobre o assunto já é um bom começo, nasce uma oportunidade de mudança.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s